Novo descobrimento do Brasil: viagens domésticas foram 96% do total em 2020

Dados do Anuário Braztoa 2021 apontam para o turismo nacional como tábua de salvação num ano de recordes negativos
25/04/2021

Ao longo de 2020, nada menos do que 96% dos brasileiros que decidiram viajar buscaram um destino dentro do próprio país. O dado é do mais recente anuário da Associação Brasileira de Operadoras de Turismo (Braztoa), lançado na terça-feira, e traduz em números uma sensação que já podia ser percebida ao longo da pandemia. Mas será que este “redescobrimento” do Brasil continuará após a normalização das viagens internacionais?

Algumas das principais lideranças do setor acreditam no potencial de destinos brasileiros, mas apontam que são necessários investimentos e melhorias para que o país continue atraindo a atenção dos viajantes mesmo após a pandemia. Na visão do presidente da Braztoa, Roberto Nedelciu, a criação do que ele chama de “produtos diferenciados”deve ser um dos primeiros passos nesse sentido:

— É preciso combinar as atrações consagradas com experiências únicas, aquelas que o turista não poderia vivenciar em qualquer outro lugar do mundo — defende. — Como fazer um passeio tradicional pelo Pantanal e incluir uma aula de gastronomia com uma comunidade local, para preparar os peixes típicos de lá.

Desenvolver novos produtos turísticos poderia trazer também mais viajantes internacionais, na visão de Simone Scorsato, CEO da Brazilian Luxury Travel Association (BLTA). O câmbio, atualmente com o real bastante desvalorizado frente a moedas como dólar, euro e libra, é outro fator de estímulo a viagens pelo Brasil, mas não basta se não houver investimento em áreas-chave, como a aviação.

— O Brasil tem a oferecer muitos destinos de natureza e isolamento, que estão mais valorizados do que nunca. Alguns são verdadeiras joias brutas, como a Chapada das Mesas, no Maranhão — ela diz. — Mas precisamos superar um problema de conectividade da malha aérea, que encolheu muito durante a pandemia. Não faz sentido que um viajante que esteja em Pernambuco e queira ir ao Maranhão precise fazer uma conexão em Brasília.

Leia a matéria completa no O Globo

Programe seu evento corporativo e sua viagem com a Guyrá ;)